Oficializado desde 1975 como o Dia Internacional da Mulher, o dia 8 de março é marcado no mundo inteiro como um momento para estimular a conscientização por direitos iguais e lutar por melhores condições sociais.

Para marcar a data, o Colégio Torricelli faz uma reflexão sobre sua importância, as conquistas alcançadas e o que a própria instituição incentiva através de suas professoras, colaboradoras administrativas e alunas.

A conscientização que promove igualdade de gênero

O primeiro passo é a conscientização, promovendo ensino de qualidade e unidade, ou seja, não aderindo a qualquer pensamento sexista a respeito das esferas biológicas, humanas e exatas. E a consciência disso vem a partir da pluralidade no corpo docente, algo visto no dia a dia da instituição.

As colaboradoras administrativas e professoras, por sua vez, têm importância ímpar nesse processo de conscientização, sendo elas mesmas responsáveis por carregar a inspiração para o grande público do colégio: as alunas. Desta forma, a educação entra como a primeira porta de acesso para compreender mais sobre o assunto.

Os direitos adquiridos e as conquistas que ainda virão

Portanto, o Dia Internacional da Mulher não é apenas uma data para relembrar as conquistas, as quais deram consequência aos direitos usufruídos hoje. O Colégio Torricelli sabe que há muito mais a se fazer e, justamente por isso, a conscientização e a educação são palavras-chave para quem passa por essa instituição.

Mas as conquistas merecem mais espaço e, através do corpo docente, as próprias alunas se inspiram e se tornam líderes de seus futuros. Assim, fica evidente que o apoio feminino é uma ferramenta fundamental de companheirismo, de empatia.

Ao longo do tempo de estudo, portanto, é possível compreender que o feminismo se torna pauta fundamental para todas as mudanças que o colégio passou e continuará passando. Desta forma, as alunas do Torricelli passam por aprendizados relacionados ao poder e importância do feminismo na luta pela igualdade de gênero.

Corpo docente e hierarquia plurais fazem do Torricelli um exemplo

Há, no Colégio Torricelli, a fácil identificação da igualdade de gênero, tendo em vista que desde a diretoria até os prestadores de serviços são integrados a um número equivalente de homens e mulheres. Para as alunas, isso é fundamental para que possam compreender que essa conquista também depende da forma com que elas enxergam o mundo.

E, para mudar o mundo e inspirar a mulher do amanhã, a educação é a ferramenta mais poderosa para incentivar o respeito e estimular assuntos fundamentais para este dia: o direito ao próprio corpo, a igualdade salarial, as tarefas divididas e mais oportunidades no mercado de trabalho.

A responsabilidade está em promover a educação como poderosa ferramenta de mudanças sociais

Tendo a responsabilidade de ser uma instituição de ensino e o peso do poder da educação em mãos, portanto, o Colégio Torricelli faz do Dia Internacional da Mulher uma reflexão acerca do futuro que cada uma que passou e que passa pela instituição têm.

Desta forma, contribui para conscientizar e discutir o papel da escola e do docente na educação de cada mulher, transformando a igualdade de gênero em pauta para agora e para todos os dias. Assim, em cada 8 de março, a escola se orgulha em fazer parte da construção de uma sociedade mais justa e igualitária.